OLÁ! MEU NOME É Joni Hoppen E estudo business information technology.

 

What caught my attention at this university was its strong scientific and entrepreneurial character.Joni Hoppen

Como descobriu a universidade de Twente e por porque a escolheu para realizar seu mestrado?

O título de mestre era a continuação lógica da minha carreira acadêmica e profissional. Minhas razões para buscar uma pós-graduação na Holanda partiam do desejo de ampliar meus conhecimentos em Sistemas de Informação, com ênfase em governança empresarial, engenharia de software e internacionalização.

Durante minha pesquisa para estudar no exterior (cerca de 2 anos), gastei muita energia revirando as burocracias de vários países. Senti-me muitas vezes perdido. A decisão mais sábia - e uma das mais difíceis - foi a de focar em apenas um país. Do contrário, não chegaria a lugar algum.

Depois de ter escolhido a Holanda, em razão da sua cultura e estrutura educacional, a segunda decisão foi selecionar, no máximo, três cursos que melhor se adequassem ao meu perfil. Foi aí que encontrei o curso de mestrado em Business Information Technology (negócios em sistemas de informação), na universidade de Twente. O que me chamou a atenção desta universidade foi seu forte caráter científico/empreendedor, promovendo a experiência prática de seus alunos com tecnologias em estado da arte, dentro das empresas holandesas. E assim aconteceu. Minha dissertação foi realizada dentro de uma empresa de tecnologia, e meu projeto foi direcionado a um problema do governo Holandês. 

O que o estudo na Holanda trouxe de mais valioso para sua vida e para sua ocupação atual?

Muitas coisas são valiosas. Vou citar apenas uma delas. Quando voltei ao Brasil, comecei a trabalhar para uma grande empresa com exposição internacional, mas o conhecimento técnico/empresarial que desenvolvi Holanda me instigou a abrir meu próprio negócio junto com amigos.

O desejo tornou-se realidade. A empresa chama-se Aquarela (www.aquare.la), seu estilo de gestão, e até mesmo suas cores, foram cuidadosamente ajustados para representar com firmeza a poderosa união da criatividade brasileira com a visão internacionalizada e sóbria de negócios dos holandeses. Desenvolvemos soluções para inteligência competitiva usando tecnologias bastante inovadoras.

Temos um time de ponta, trabalhando num ambiente (estúdio) decorado com as influências do artista holandês (Piet Mondrian), e esperamos estar operando internacionalmente em breve.